terça-feira, 31 de julho de 2007

Pesar

Já se vão
365 longos dias
e a dor continua a mesma.

Não adianta.
A saudade
não respeita
os calendários.

3 comentários:

marie disse...

hoje em dia
ninguém respeita ninguém,
péssimo.

Renato disse...

No dia 31 de Julho de 2006, ao chegar em casa e abrir um bombom estava lá escrito: "viveu bem aquele que amou muito e riu com freqüência". Às vezes, as mensagens escolhem os meios mais estranhos, não?

marie disse...

realmente.

agora re-lendo penso:
e o que será que respeita a saudade?